Colheita da soja ganha ritmo em MT

29 de janeiro de 2018 - 09:50

Semana anterior terminou com 12,35% das lavouras colhidas

O sol voltou a brilhar forte em Mato Grosso e as máquinas voltaram a levantar poeira. Com ritmo intenso, a colheita avançou bem nos últimos dias e a semana anterior terminou com 12,35% das lavouras colhidas no estado. O número ainda é menor que o percentual que já estava colhido nesta mesma época do ano passado (16,25%), mas recoloca o desempenho dentro da média registrada nas últimas 5 safras (11,39%).

O problema é que tem muito agricultor se decepcionando com o resultado que tá saindo do campo. A falta de chuva no início do ciclo (que provocou atrasos no cronograma) também roubou a produtividade de algumas plantações precoces. Caso, por exemplo, do agricultor Juliano Panice. Ele já colheu 25% da lavoura que plantou em Campo Verde , no sudeste do estado, e viu que o rendimento médio está 20 sacas abaixo do que previa.

Em Diamantino, região médio-norte, também tem gente colhendo menos que o esperado. Com quase 15% da lavoura colhidos, o agricultor Altemar Krölling diz que a produtividade média até aqui está em 54 sacas por hectare. São 6 sacas a menos que o previsto e 10 abaixo da média colhida nos mesmos talhões na safra passada.

Também há problemas em algumas áreas que ainda não estão no ponto de colheita, como alerta o agricultor Marcos Bravin, de Primavera do Leste. Ele explica que a falta de chuvas dos últimos dias, associada às temperaturas muito altas na região, comprometeram muitos talhões em várias fazendas. Se não chover bem nos próximos dias, ele diz, a situação vai ficar complicada.

Com o foco de muita gente no ritmo da colheita, ainda tem bastante agricultor sem saber ao certo quantos hectares vão ser necessários para conseguir encher um caminhão com soja.
.
.
.
Matéria extraída do site: http://blogs.canalrural.com.br. Autor: Luiz Patroni.