PROGNÓSTICO AGRÍCOLA

23 de agosto de 2018 - 09:59

O estudo Projeções do Agronegócio (2017/18 a 2027/28) estimou que o grande desempenho agropecuária no Brasil deve continuar crescendo na próxima década. A principal conclusão é que a produção de grãos saltará 30%, chegando a 302 milhões de toneladas, o que representa 69 milhões do que o patamar atual. As esperanças estão depositadas especialmente na soja e no milho.

O estudo Projeções do Agronegócio (2017/18 a 2027/28) estimou que o grande desempenho agropecuária no Brasil deve continuar crescendo na próxima década.
A principal conclusão é que a produção de grãos saltará 30%, chegando a 302 milhões de toneladas, o que representa 69 milhões do que o patamar atual. As esperanças estão depositadas especialmente na soja e no milho.
Os próximos 10 anos também representam aumento na produção de proteína animal, como as carnes bovina, suína de frango e aviária. Esta última com destaque, pois é previsto um acréscimo de 4 milhões de toneladas.
Referente às exportações, há a possibilidade de vender 36% a mais de grãos para o exterior, e praticamente 40% a mais das carnes produzidas no país.
A projeções tranquilizam, considerando que mesmo em meio à recessão, a atividade agropecuária cresceu 13% e sustentou o PIB brasileiro, evitando um resultado muito pior. No ano passado, o agronegócio foi o único a perfazer um resultado robusto, crescimento de13%.
Mesmo que as previsões sejam incertas e possam ser influenciadas por questões meteorológicas e geopolíticas, vislumbrar um crescimento em 2028 passa confiança, mas é fundamental continuar produzindo.
Mesmo com eventuais impactos no preço dos produtos, a tendência é que a agropecuária continue como protagonista da economia brasileira.

Fonte: https://bit.ly/2vZUAvU